Automotivo

Automotivo

Automotivo 

As bases da indústria automotiva da Turquia remontam ao início dos anos 1960, quando os primeiros esforços para desenvolver e produzir o primeiro carro de passageiros fabricado na Turquia foram realizados. Durante um período de rápida industrialização e progresso, este sector chave evolui de parcerias baseadas na montagem numa indústria de pleno direito com capacidade de concepção e e capacidade de produção em massa. Entre 2000 e 2014, os fabricantes de equipamentos originais (OEMs) investiram mais de USD 12 bilhões nas suas operações na Turquia. Estes investimentos desenvolveram significativamente suas capacidades de fabricação, o que conduziu a Turquia a tornar-se uma parte importante da cadeia de valor global das OEMs internacionais. Ao atender e superar os padrões internacionais de qualidade e segurança, a indústria automotiva Turca atual é altamente eficiente e competitiva graças à produção de valor acrescentado. A Turquia é responsável por 25 por cento da produção automóvel que tem lugar na Europa Central e Oriental.

 

A indústria automóvel é um dos principais motores do setor de manufatura na Turquia. É um dos maiores empregadores do país, criando oportunidades de emprego amais de 400,000 pessoas. Com três dos cinco maiores exportadores vindos da indústria automóvel, é também um campeão de exportação com a sua quota de 16 por cento no total das exportações.

 

Em 2011, o governo turco lançou uma estratégia oficial setor automotivo numa tentativa de moldar o futuro da indústria. Esta estratégia tem como objectivo principal a "melhoria da capacidade competitiva global sustentável do setor automotivo e a sua transformação numa indústria que utiliza tecnologia avançada e gera alto valor acrescentado". Os elementos-chave desta estratégia oficial incluem a produção de um carro localmente projetado e fabricado, investigação que já está a ser levada a cabo. A Turquia é considerada a se tornar um dos poucos países com a sua própria marca de automóveis nos próximos anos.

 

Para este objectivo, as atividades destinadas a melhorar a P&D, capacidades de design e branding irão desempenhar um papel vital em alcançar o ponto mais alto da cadeia de valor. Como tal, a indústria automotiva da Turquia está cada vez mais a investir em esforços P&D. A partir do final de 2014, 50 centros de P&D pertencentes a fabricantes de automóveis/fornecedores ficaram operacionais na Turquia. Isso representa o maior grupo de instalações de P&D em toda a indústria no país.

 

O montante total gasto em atividades de P&D na Turquia também vindo a aumentar de forma constante, com despesas de P&D a atingirem TRY 14,8 bilhões em 2013, acima dos níveis de 2001 de TRY 29,1 bilhões - uma impressionante taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 22.5 por cento. A despesa em P&D na indústria automotiva da Turquia aumentou de TRY 206 milhões em 2006 para TRY 547 milhões em 2013. Os exemplos notáveis de marcas globais que conduzem o desenvolvimento de produtos, design e engenharia na Turquia incluem a Ford, Fiat e Daimler. O centro da Ford Otosan de P&D é um dos três maiores centros de P&D globais da Ford, enquanto o centro de P&D da Fiat em Bursa é o único centro da empresa italiana que serve o mercado Europeu fora do seu país de origem. Enquanto isso, centro de P&D da Daimler em Istambul complementa as operações de fabricao de caminhões e ônibus da empresa Alemã na Turquia.

 

A Turquia também oferece um ambiente de apoio no lado da cadeia de abastecimento. Há cerca de 1.100 empresas de primeira linha que trabalham diretamente com OEMs. Com as peças conduzidas directamente para as linhas de produção dos fabricantes de veículos, a taxa de localização de OEMs varia entre 50 e 70 por cento. A Turquia é também o lar de muitos fornecedores globais. Há mais de 250 fornecedores globais que usam a Turquia como uma base de produção, com 28 deles classificados entre os 50 maiores fornecedores globais.

 

O portfólio de produtos de fabricantes de automóveis na Turquia abrange uma vasta gama de veículos desde sedans a caminhões pesados. Aproveitando-se da sua força de trabalho competitivo e altamente qualificado, do mercado local dinâmico e da localização geográfica favorável, a Turquia aumentou a sua produção de veículos a desde 374,000 em 2002 para mais de 1,170,445 unidades em 2014, representando um CAGR de cerca de 10 por cento durante este período.

 

Esse crescimento levou a Turquia a tornar-se o 17º maior fabricante de automóveis do mundo. A Turquia já se tornou um centro de excelência, em particular no que diz respeito à produção de veículos comerciais. No final de 2014, a Turquia foi o maior produtor de veículos comerciais ligeiros na Europa.

 

Os fabricantes de automóveis cada vez mais escolhem a Turquia como uma base de produção para as suas vendas de exportação. Isto é evidenciado pelo facto de cerca de 75 por cento da produção na Turquia ser destinada ao mercado externo. Em 2014, perto de 900 mil veículos foram exportados da Turquia para diferentes mercados. Enquanto a Alemanha, França, Itália, Reino Unido e Espanha são actualmente os principais clientes de exportação da indústria automotiva Turca, há uma tendência de diversificação nos destinos de exportação com empresas que olham para países emergentes nas proximidades onde há consideravelmente mais procura potencial de vendas de carros novos.

 

A força da Turquia na indústria automóvel assentou na sua demanda doméstica robusta, que tem impulsionado o investimento na indústria pelos grandes fabricantes de automóveis internacionais. Apoiadas por um forte desempenho económico do país, as vendas de automóveis têm mostrado um notável crescimento nos últimos anos. Entre 2003 e 2014, o mercado automotivo Turco registou um CAGR de 30,9 por cento.

 

Em 2013, as vendas de veículos no mercado doméstico atingiram apenas umas tímidas 800 mil unidades. Apesar dos fortes números de vendas, a penetração do automóvel na Turquia -- 165 carros por 1.000 pessoas -- ainda está bem atrás da média Europeia de 500. Isto indica amplas oportunidades para os fabricantes de automóveis no mercado interno. O aumento do poder ade compra combinado com uma taxa de propriedade de automóvel baixa deverá incentivar as vendas de automóveis nos próximos anos.

FONTE : www.invest.gov.tr

Mais  Informações  :   [email protected]