Imobiliário

Imobiliário

Imobiliário 

A Turquia sofreu uma profunda transformação econômica ao longo da última década e os seus fundamentos econômicos são bastante sólidos. É 17ª maior economia no mundo e a 6ª maior economia na Europa, com um PIB de aproximadamente $800 bilhões de dólares em 2014.

 

Os incentivos na demanda do setor imobiliário Turco incluem vantajosa localização geográfica do país; extensa renovação e desenvolvimento urbano; grande capacidade e força no setor da construção; crescimento da população e vantagem demográfica; aumento da renda per capita e facilidade de negociar. O setor imobiliário foi responsável por uma participação de 4,6% do PIB em 2014 - um aumento de 2,6 % em comparação com o ano anterior. No lado do investimento, o fluxo do investimento estrangeiro direto (IED) subiu para $12,5 bilhões de dólares, com o setor imobiliário e de construção ganhando $4,3 bilhões de dólares do total do IED em 2014. O número total de casas vendidas no mercado imobiliário atingiu 1.165.381 unidades em 2014; da mesma forma, as vendas de imóveis para estrangeiros começou a aumentar após o cancelamento da lei de reciprocidade.

 

A situação atual, juntamente com planos estratégicos e uma gama de projetos futuros, oferecem um enorme potencial para os investidores no setor imobiliário da Turquia. De acordo com o Índice de Preços da Knight Frank Global, que permite aos investidores e promotores imobiliários monitorarem e compararem o desempenho de mercados residenciais tradicionais em todo o mundo, no primeiro trimestre de 2015 a Turquia ficou em segundo lugar apenas para Hong Kong em um índice de 56 localizações. Em termos do índice de crescimento anual de preços, com uma taxa de 18,5% de aumento, a Turquia emergiu como o mercado imobiliário de melhor desempenho na Europa, à frente da Irlanda, Luxemburgo, Estônia e Islândia. A renovação urbana e megaprojetos dominam a agenda futuramente, particularmente em Istambul, com projetos como Marmaray, Canal Istambul, a terceira ponte do Bósforo e o terceiro aeroporto de Istambul.

 

O mercado de escritórios da Turquia, uma das dinâmicas mais importantes do setor imobiliário, tem um enorme potencial para os investidores. As licenças de construção obtidas em toda a Turquia aumentaram 27%, atingindo 6,84 milhões de metros quadrados. A oferta de escritórios "classe A" deve chegar a 6,5 milhões de metros quadrados até o final de 2017, com a conclusão de projetos como o Centro de Finanças Istambul. Iniciado em 2009, o Centro de Finanças Istambul é um projeto para construir e criar um distrito financeiro em Istambul, que vai se tornar tanto um centro financeiro regional quanto global. O custo esperado do projeto será de aproximadamente $2 bilhões de dólares. De acordo com as projeções, o Centro de Finanças Istambul dará emprego para 30.000 pessoas. Depois de concluído, o distrito financeiro será maior do que seus concorrentes em Nova Iorque e Londres.

 

Como um destino turístico bem conhecido, a Turquia é o sexto destino turístico mais popular no mundo. De 2002 a 2014, o número de chegadas de turistas internacionais aumentou 200%, para um total de 39,8 milhões. Até o final de 2014 havia 13.436 instalações de acomodações registradas, representando uma capacidade combinada de mais de 1.250.000 suítes. Atualmente há 281 projetos em andamento, que gostariam de acrescentar 74.130 suítes tão necessárias para a pouca oferta na Turquia. A partir de 2014, passou a existir mais de 165 cadeias de hotéis na Turquia, com 15% desses hotéis pertencentes a investidores internacionais.

 

Movendo-se para o mercado de varejo, um notável crescimento vem sendo impulsionado pela alta demanda do mesmo. Previsões feitas pela Oxford Economics apontam para um crescimento de 3,2% nas vendas no varejo entre 2014 e 2018, mais elevado que os mercados europeus maduros. Houve um aumento de 7% nas áreas locáveis no setor de varejo, de 9,49 milhões de metros quadrados para 10,24 milhões de metros quadrados. No final de 2014, havia 350 centros comerciais em operação na Turquia. O número de centros comerciais, incluindo os projetos que já foram anunciados, deverá ultrapassar 400 até 2017. Juntos, esses centros serão responsáveis por 12,5 milhões de metros quadrados de área locável. Istambul vai certamente continuar a manter seu encanto para os investidores de varejo nos próximos anos. A Área Metropolitana de Istambul tem 104 centros comerciais com uma área locável total bruta de 3.809.736 milhões de metros quadrados. Com estes números, de acordo com o Índice de Atratividade Varejista Internacional JLL de 2015, Istambul é o 7º mercado mais atrativo na Europa depois de Londres, Paris, Moscou, Milão, Madrid e Roma. No entanto, em comparação com a média total européia de área locável por pessoa, a Turquia está pairando abaixo da média. Isso mostra o potencial de crescimento do varejo na Turquia.
  
Além dos fatores acima, um dos subsetores mais importantes, o que afetará o potencial do mercado imobiliário de forma muito positiva em um futuro próximo, é a renovação urbana. O crescimento da população e a tendência rápida de urbanização em cidades metropolitanas desempenham um papel vital no aumento do volume de projetos de renovação urbana e do processo de renovação da habitação. Estima-se que cerca de 6,7 milhões de unidades em todo o país serão demolidas e reconstruídas ao longo dos próximos 20 anos, o que significa uma média de 334.000 unidades por ano. Cerca de 44 bilhões de TRY ($15 bilhões de dólares) de financiamento serão necessários a cada ano para projetos de renovação urbana. No total, um orçamento de $400 bilhões de dólares foi alocado para esta iniciativa, com o setor privado assumindo a vanguarda.

 

Como um dos mercados imobiliários mais promissores na Europa com um grande número de projetos que atraem a atenção internacional, não é de admirar que a Turquia foi nomeada o País de Honra, pelo segundo ano consecutivo no MIPIM ( Mercado Imobiliário do Mundo) em 2014.

 

Alguns dos principais fatos e números do setor imobiliário Turco incluem:

 

  • 350 centros comerciais operacionais na Turquia, com uma área locável total bruta de 10,24 milhões de metros quadrados.
  • 104 centros comerciais em Istambul, com uma área locável total bruta de 3.809.736 milhões de metros quadrados representam 37% do total da área locável dos centros comerciais na Turquia.
  • Licenças de construção de escritório obtidas em toda a Turquia atingiram 6,84 milhões de metros quadrados de espaço de escritório.
  • De acordo com o programa de investimento Turkish State Railways - Ferrovias Estatais da Turca (TCDD), $240 milhões de dólares serão gastos na construção de centros de logística.
  • Até o final de 2014, havia 13.436 instalações de acomodações registradas. 9.188 dessas instalações foram licenciadas por seus respectivos municípios, enquanto as demais 4.248 detém licenças de operação de turismo. A capacidade total combinada de suítes dessas instalações ultrapassa 1.250.000, embora haja ainda uma lacuna entre a oferta e a procura, particularmente em Istambul.
  • Atualmente há 281 projetos em andamento, que gostariam de acrescentar 74.130 suítes tão necessárias para a pouca oferta na Turquia.

 

Estrategicamente situado no cruzamento da Europa, Oriente Médio e Ásia Central e lar de quase 78 milhões de pessoas, a Turquia tem acesso fácil a 1,5 bilhão de consumidores e sofreu uma profunda transformação econômica ao longo da última década. O país é um importante corredor de energia e serve como um terminal que liga à Europa, Ásia Central e Oriente Médio. Com sua localização favorável, o potencial existente, megaprojetos e objetivos ambiciosos para 2023, a Turquia oferece grandes oportunidades para os investidores através da combinação de um grande setor de construção, com crescente produção comercial e industrial.

FONTE : www.invest.gov.tr

Mais Informações  :   [email protected]